terça-feira, 26 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: LOU REED - Rainbow Concert 1973

Formato:
CD Simples
Áudio: Soundboard Monophonic Recording
Duração: 56:04

Prestes a lançar "Berlin" seu disco mais bem reputado dentro das devidas proporções,Lewis Allen Reed ou Lou Reed,fechou três dias de apresentações no hoje lendário Rainbow Theatre-atualmente o prédio do ex teatro é usado pela Igeja do Pastor Edir Macedo. Lou Reed que havia encerrado o grupo Velvet Underground em 1970,lançou em 1972 seus dois primeiros álbuns solos:"Lou Reed"(Maio/72),e
"Transformer"(Novembro/72). O primeiro passou batido,o músico atribuiu o fracasso à inépcia da produção do trabalho assinada pelo próprio Reed ao lado de Richard Robinson. O segundo com David Bowie e Mick Ronson comandando às gravações,até hoje é considerado um dos melhores LPs de Rock "n" Roll lançado nos anos setenta. Aí veio "Berlin"(Outubro/73),diferente,amortecido,deprimido,mesmo dessa forma,um excelente disco. A canção"The Kids" que termina com duas crianças chorando,foi ideia do produtor Bob Ezrin que provocou o pranto dos seus dois filhos dizendo-lhes que sua mãe havia morrido.Voltando aos shows no Rainbow,a apresentação aqui registrada foi a segunda,realizada no dia 05 de Outubro de 1973. No set list Lou Reed encaixou algumas músicas que fariam parte de "Berlin":"How Do You Think It Feels","Caroline Says",e "Oh Jim" contribuindo para um repertório bastante valoroso que contou ainda com "Vicious","Satellite Of Love","I'm Waiting For The Man","Walk On The Wild Side","Heroin" e "Rock'n'Roll", além da presença de uma dupla de admiráveis guitarristas:Steve Hunter e Dick Vagner. Lou Reed é um gênio,suas lertas relatam o mórbido,o tragicômico,os derrotados,as prostitutas.Lou é afiadíssimo.

Lou Reed e sua Banda neste Concerto no Rainbow:

Lou Reed: Vocals
Steve Hunter: Guitar
Dick Vagner: Guitar
Ray Colcord: Organ,Fender Rhodes Piano
Peter Walsh: Bass
Pentti Glan: Drums



domingo, 24 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: WINGS- Over Texas

Formato:
CD Duplo
Àudio:
Audience Cassette
Recording


A Exemplo do que fez com os Beatles nos anos sessenta,Paul McCartney e os Wings conquistaram os Norte Americanos na metade dos anos setenta com uma megaturnê denominada "Wings Over America Tour". O estouro dos álbuns "Band On The Run","Venus And Mars" e "At The Speed Of Sound",alavancou a imensa popularidade do grupo junto aos estadunidenses. Paul e sua turma já haviam passado do estágio de bandas iniciantes realizando apresentações nas universidades do Reino Unido. Em 1975/1976 eles já eram um supergrupo. Claro que o foco maior sempre foi o ex Beatle,todavia ao seu lado estavam músicos competentes como os guitarristas Denny Laine,Jimmy McCulloch e o baterista Joe English. A apresentação gravada nesse CD duplo,aconteceu no "Torrent County Convention" em Fort Worth no Texas,no dia 30 de Maio de 1976. Apesar de gravado em fita K7 direto da audiência,o disco tem uma ótima qualidade além de haver capturado todo o encanto do show,sem o auxílio dos tais "overdubs" de estúdios usados nas gravações ao vivo lançadas de maneira oficial,desfigurando por completo o que realmente acontece no palco. É por isso que eu sou um fã incondicionado dos Bootlegs,eles são autênticos,e como dizia o saudoso Ezequiel Neves:Os legítimos álbuns ao vivo,são os Bootelgs.

Formação dos Wings na época:

Paul McCartney: Lead Vocals,Bass,Piano,Acoustic Guitar
Linda McCartney: Keyboards,Percussion,Backing Vocals
Denny Laine: Guitar,Bass,Keyboards,Percussion,Backing Vocals
Jimmy McCulloch: Lead Guitar,Backing Vocals
Joe English: Drums

Nota: Um detalhe,esta série de Bootlegs é muito legal visto que, reproduz com fidelidade as capas originais lançadas nos anos 60/70/80 acompanhadas dos seus respectivos vinis.

sábado, 23 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Joe Walsh - Concert In L.A. 1991

Formato:
CD Simples
Áudio:
FM Stereo Brodcast


O Norte Americano Joe Walsh é um dos melhores guitarrista de sua geração apesar do músico não costumar fazer parte das enfadonhas listinhas dos melhores guitarrista de todos os tempos,e ele nem precisa disso. Criador de uma banda lendária chamada James Gang,Walsh formaria em seguida o Barnstorm,e na sequência iniciaria uma ótima carreira solo,até que começou a compartilhar de modo paralelo o seu talento com o grupo Eagles. Um dos divulgadores da engenhoca chamada Talk Box,Joe Walsh tanbém toca teclados e é um craque no bottleneck. Dentre os seus maioes destaques encontramos: "Walk Away" e Funk # 49(James Gang),"Turn To Stone"(Barnstorm),"Rocky Mountain Way","Life's Been Good","The Confessor","Ordinary Average Guy", "Two Side To Every Story","Hotel California"e "In The City",,(as duas últimas com o Eagles). Durante os anos noventa Walsh andou excursionando com o combo Ringo Starr And His All Starr Band. "Joe Walsh:Concert In L.A.1991",traz o músico se apresentando em Los Angeles no Wiltern Theatre no dia 09 de Julho de 1991. Na ocasião,era realizada a turnê de trabalho do disco "Ordinary Average Guy". A qualidade sonora deste Bootleg é excelente,uma vez que a gravação foi registrada através de transmissão em Frequência Modulada. Eu diria que esse disco supera o oficial "You Can't Argue With A Sick Mind Live" lançado em 1976.

Formação da Joe Walsh Band na época:

Joe Walsh: Vocals,Guitar,Slide Guitar,Talk Box,Organ
Joe Vitale: Keyboards,Percussion
Rick Rosas: Bass,Backing Vocals
Chad Gromwell: Drums

quarta-feira, 20 de março de 2013

TESOURO ENCONTRADO: WIDOWMAKER - Too Late To Cry

Lançado pela United Artists em 1977,"Too Late To Cry" foi o segundo e derradeiro disco do Widowmaker que tinha na sua formação os seguintes músicos:Steve Ellis(Vocais),substituído por John Butler(Vocais,Piano,Keyboards e Harmonica),Ariel Bender(ex Spooky Tooth e Mott The Hoople,Guitarras),Huw Lloyd Langton(ex Hawkwind,Guitarras),Bob Daisley(ex Chicken Shak,futuro Rainbow,Ozzy, e Uriah Heep,Baixo),e Paul Nicholls(ex Lindsfarne,Bateria).O Lp com produção de Chris Kimsey chegou às lojas abarrotado do melhor hard blueseiro que ainda se praticava no final dos anos setenta(isso em pleno momento do punk rock)tocado por músicos experientes com currículos invejáveis. O álbum abre justamente com a música título "Too Late To Cry" destacando o vocalista John Butler com uma vóz potentíssima lembrando bastante Robert Plant. Na sequência vém "The Hustler" que alterna peso e swing com direito a steel drums tocados pelo percussionista Miguel Barradas,a pesada "What A Way To Fall", o country rock "Here Comes The Queen", a Zeppeliana "Men What You Say",o boogie rock de forte marcação"Something I Can Do Without",o hard rock legítimo de "Sign The Papers",o blues rockeado "Pushin & Pullin" com a guitarra de Ariel Bender(tambem conhecido como Luther Grosvernor,seu verdadeiro nome)soando em belos solos executados com bottleneck(slide guitar),além dele fazer o vocal solo nessa canção,e fechando a tampa encontramos "Sky Blues",este sim um blues pauleira lembrando um pouco "I Can't Quit You Baby" do Led Zeppelin,por conseguinte a maior influência do Widowmaker. Um ano antes,o grupo havia lançado seu primeiro disco homônimo,e este"Too Lete To Cry" não foi somente o segundo e último,foi também o mais importante trabalho deles que logo em seguida encerraria às atividades por falta de apoio da gravadora.

Notas: No Brasil,o disco foi lançado com um comunicado impresso,onde se lia "PUNK ROK". Falta de informação ou oportunismo da representante da United Artists? No meu LP,cheguei a colocar um adesivo sobre o falso aviso.Esse mesmo aviso saiu também no primeiro disco lançado entre nós do grupo norte americano Angel:"On Earth As It Is In Heaven".

Em formato digital,o disco "Too Late To Cry" foi lançado somente no mercado Alemão pela Jet Records em 1989.

Em 2002 a mesma Jet Records,lançou uma compilação dos dois álbuns do Widowmaker:"Widowmaker"(1976) e "Too Late To Cry"(1977) além de vários outtakes e sessões na BBC Radio One.

Nos anos 90 Dee Snider(Twisted Sister)montou uma banda de heavy metal usando o mesmo nome"Widowmaker".

segunda-feira, 18 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: STRAY CATS - Rockpalast 1983 With Dave Edmunds

Formato:
CD Simples

Áudio:
Soundboard Stereo


O Stray Cats foi formado em Massapequa/NY no ano de 1979,com o objetivo de ressuscitar o Rockabilly,gênero que revelou nomes importantíssimos:Eddie Cochran,Gene Vincent,Carl Perkins,Buddy Holly,Dale Hawkins,Johnny Burnette, e o próprio Elvis é claro. Apesar dos músicos serem norte americanos,foi na Europa e no Japão que eles conquistaram a maioria dos seus fãs. No início de careira os três garotos tiveram toda a proteção do guitarrista e cantor Britânico-estudioso do rock'n' roll e do Rockabilly- Dave Edmunds que produziu  vários discos para o trio. O Stray Cats nunca foi uma banda revival,todos os seus discos trazem composições próprias e de alto nível comparadas aos grandes clásssicos dos anos cinquenta:"Stray Cat Strut","Runaway Boys","Rock This Town","(She's)Sexy+17",e "Look At The Cadillac",frequentaram por muito tempo às paradas provando que o retorno do Rockabilly foi recebido com bastante jovialidade pela garotada que acabava de celebrar a entrada dos anos oitenta. A apresentação registrada neste BOOTLEG,traz o Stray Cats marcando presença no Loreley Festival em St.Goarshausen na Alemanha no dia 20 de Agosto de 1983. O show contou com Dave Edmunds,tocando guitarra e fazendo backing vocals nas músicas "The Race Is On" e "Tear It Up". Um momento inolvidável para o Rock'n'Roll.

Formação do Stray Cats:

Brian Setzer:Guitar,Lead Vocals
Lee Rocker:Upright Bass,Backing Vocals
Slim Jim Phantom:Drums,Backing Vocals

sexta-feira, 15 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS:Patti Smith Group-Wave At The Rockpalast

Formato:
CD Duplo
Áudio:
Soundboard Recording


Poetisa de mão cheia,Patricia Lee Smith natural de Chicago,se estabeleceu em Nova York com o objetivo de se tornar uma grande corista do novo rock novaiorquino. Com influências de Rimbaud,Bob Dylan,Lou Reed e Jim Morrison,Patti Smith como ficou conhecida,lançou seu primeiro disco(Horses) em 1975-antes ela já aprontava das suas no CBGB ora cantando,ora declamando seus poemas. Comprovando toda sua gnialidade de escrever e compor,"Horses"(produzido pelo Ex Velvet Underground John Cale),se transformou num verdadeiro clássico com temas muito bém constituídos. "Birdland" uma canção de 09 minutos,tem um teor poético genial,"Free Money" é mais curta com versos gerados a partir de um sonho capitalista(Todas às noites antes de descançar minha cabeça,vejo notas de dollars rodopiando em volta da minha cama/oh baby,isso significa tanto pra mim/eu sei que nossos problemas acabarão se sonharmos de graça/dinheiro de graça,dinheiro de graça). Em 1976 outra obra mgnífica:"Radio Ethiopia". Porém,Patti Smith resolveu que no próximo trabalho eles se chamariam "Patti Smith Group". "Easter" de 1978 foi o primeiro LP com o novo nome,onde a cantora deixava de lado as músicas mais longas para compor canções de no máximo 04 minutos,e com isso ser mais atingível às parads."Wave" de 1979(o meu preferido),foi o grande lance do Petti Smith Group. O disco traz uma versão grandiosa para "So You Want To Be(A Rock'n'Roll Star)" dos Byrds,e o hit "Frederic",executado até hoje nas rádios Classic Rock. Em passagem pela Europa divulgando "Wave",o grupo se apresentou em Essen no norte da Alemanha no dia 21 de Abril de 1979. O Show foi transmitido ao vivo pelo programa televisivo "Rockpalast". Patti e sua banda estavam afiadíssimos,tocaram canções de todos os seus discos até então. "Gloria" que pertence ao compositor Irlandês Van Morrison,e que fáz parte do álbum "Horses",entrou no encore ao lado de uma versão matadora para "My Generation" do The Who. Um momento digno de memória para o Rock 'n' Roll.

Formação do Patti Smith Group nesse Show:

Patti Smith:Lead Singer
Lenny Keyne:Guitar,Vocals
Richard Sohl:Keyboards
Ivan Kral:Bass,Vocals
Jay Dee Dougharty:Drums

quarta-feira, 13 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: EDDIE AND THE HOT RODS-Brighton Rockers

Formato:
CD Simples
Áudio:
Soundboard


Nenhuma outra banda representou tão bém o Pub Rock como o Dr. Feelgod. Mas foi com o Eddie &The Hot Rods,que o gênero ganhou mais força ao surgir em plena era do alvoroçado Punk Rock-por muito tempo o E&THR,foi confundido como uma legítima banda Punk. Este quinteto procedente de Essex no reino unido,é espetacular tocando seu rock de bar com tendências mod explorando temas que vão do suicídio aos delírios juvenis:(Eu não preciso de políticos para me dizer o que eu deveria ser/Eu não preciso de oculistas para me dizer o que eu deveria ver/eles falam pra você o que você deve ser/Eles não gostam de te ver crescer/Faça qualquer coisa que você queira)trecho da letra de"Do Anything You Wanna Do",um dos grandes hits do grupo. Outro grande lance do "edinho e seus varas quentes",são as versões que eles costumam tocar ao vivo-e até gravaram algumas-para clássicos do The Who,Rolling Stones,e Sam Cooke. Já chamaram esses caras de Proto-Punk e Power Pop....pouco ou quase nada importa,eles são geniais e imbatíveis com o rock'n'roll de três minutos pra ninguém ficar parado com os braços cruzados,é pra balançar mesmo. O show do Eddie & The hot Rods gravado neste BOOTLEG,aconteceu no Top Rank Suite em Brighton na Inglaterra no dia 15 de Fevereiro de 1978.

Formação da banda na época:

Berrie Masters:Vocals
Dave Higgs:Guitar,Vocals
Paul Gray:Bass
Greame Douglas:Guitar
Steve Nicol:Drums

Nota: Só como curiosidade. Paul Gray,entrou para o UFO em 1983 onde ficou como baixista até 1988. Curiosas também são as capas dos dois primeiros discos da banda. Na primeira um jovem aponta uma arma para a própria cabeça. Na segunda ou outro jovem tenta se enforcar.


terça-feira, 12 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Television - New York' 78


Formato:
CD Simples
Áudio:
Soundboard


O Grupo nova-iorquino Television foi um dos primeiros a se apresentar no lendário CBGB. O rock'n'roll de garagem assaz improvisado do quarteto, trazia as guitarras de TomVerlaine e Richard Lloyd num perfeiro entrosamento de Jam session. Estas eram as principais características do Television que gravou dois álbuns-Marquee Moon(77) e Adventure(78)-fundamentais para o emergido "New York Sound"(New Wave) que revelaria ainda:Patti Smith,Ramones,Blondie,Talking Head,Modern Lovers,Richard Hell & The Voidoids e Cramps. Lou Reed,Grateful Dead e The New York Dolls,foram as principais influências desse quarteto que durou pouco mais de dois anos,tempo o suficiente para mostrar que no final dos anos setenta,o rock realmente precisva de uma repaginada. Não foi por um acaso que coloquei "Television New York' 78" neste Classic Bootlegs. O disco registra uma apresentação da banda justamente no CBGB em 29 de Dezembro de 1978. Desvanecendo sem anunciar oficialmente o final das atividades,o Television retornou novamente à ativa em 1992 lançando um disco de inéditas,e entrando novamente em recesso.

Formação do Television na época:

Tom Verlaine:Lead Vocals,Guitar
Richard Lloyd:Lead Guitar,Vocals
Fred Smith:Bass,Vocals
Billy Ficca:Drums

domingo, 10 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Pink Floyd-Mr.Pig Live Oakland'77

Formato: CD Duplo
Áudio: Audience Stereo Equipament

A magnífica performance de palco do Pink Floyd,começou em 73/74 com a turnê Dark Side Of The Moon. Um grande momento daqueles inigualáveis shows,era quando um avião sobrevoava a plateia e se espatifava no fundo do palco explodindo  num imenso clarão. Na excursão do disco seguinte(Wish You Were Here),não faltaram monstros com olhos de raio laser e o bumbo do Nick Mason flamejando. Em 1977,foi a vez da turnê do álbum "Animals" com destaque para um porco inflável gigantesco colocado estrategicamente sobre o público. Durante as sessões de fotos para a capa do disco,esse mesmo porco foi amarrado com cabos de sustentação nas chaminés da Usina Termelétrica Battersea Power Station em Londres. Minutos após o encerramento dos trabalhos,um dos cabos desenganchou e o animal saiu flutuando pelos céus Londrino,obrigando os controladores de tráfego aéreo enviarem mensagens aos pilotos de aeronaves,para que tomassem cuidado com um porco voador. Foi nesse disco também,que Roger Waters começou tomar pra sí,o domínio sobre à banda. Com exceção de "Dogs"(Waters e Gilmour),o restante das composições contidas no LP pertencem somente à Roger Waters. A apresentação gravada nesse Bootleg,foi registrada no Alameda Coliseum em Oakland(Ca),no dia 09 de Maio de 1977.


Formação:

David Gilmour: Guitars,Vocals
Roger Waters: Bass,Vocals
Rick Wright: Keyboards,Vocals
Nick Mason: Drums,Percussion

Special Guest:
Snowy White: Guitar(Futuro Guitarrista do Thin Lizzy)
Dick Parry: Saxophone

sexta-feira, 8 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: The Waterboys-Glastonbury 1986

Formato: CD Simples
Áudio: FM Stereo Broadcast

Em 1986,os Ingleses do The Waterboys,já haviam lançado três excelentes discos. "This Is The Sea" o terceiro e mais bém sucedido da carreira deles,foi para às lojas um ano antes,e foi justamente durante à turnê de "This Is The Sea",que este Bootleg foi gravado. O The Waterboys é fiel às raizes do folk celta,principalmente de origem Irlandesa(muita gente acha que eles são da Irlanda). O grupo surgiu em Londres no ano de 1983,numa época em que todas as bandas emergidas nesse período eram chamadas de pós-punk,pouco importava o rótulo,esses rapazes d'agua,mostravam mesmo era um celtic rock aprendido com o maior ídolo do cantor e lider Mike Scott,o Irlandês Van Morrison. Esta sensacional apresentação foi realizada durante a realização do Glastonbury Festival na Grãbretanha no dia 20 de Junho de 1986. No set list,uma bela versão de "Fisherman's Blues",canção que seria gravada somente em 1988,incluída no álbum do mesmo nome.

Formação do The Waterboys na época:

Mike Scott: Vocals,Guitars,Piano,Mandolin
Anthony Wilkinson: Keyboards,Saxophone
Steve Wickham: Violin
Trevor Hutchinson: Bass
Kevin Wilkinson: Drums

CLASSIC BOOTLEGS: Be - Bop Deluxe/Live In Detroit'76

Formato: CD Simples
Áudio: Soundboard Stereo Recording


Depois do Roxy Music,outro grande nome do Art Rock Inglês sem dúvida é o Be- Bop Deluxe. Esse quarteto de Yorkshire tinha em Bill Nelson(lider,cantor e cuitarrista),seu principal destaque. Em 1972,eles gravaram uma fita demo que por força do destino,chegou às mãos de John Peel. O lendário DJ da BBC apostou nos rapazes e os indicou à EMI Records. Logo eles ganharam um excelente contrato e em 1974 lançaram "Axe Victim",um excelente LP de estreia,trazendo mostras do blues,do rock,do psicodelismo e da fase ziggy stardust de David Bowie. Apesar de se apresentarem sempre vestidos em ternos alinhadíssimos,a banda foi classsificada como glam rock,isso em decorrência das fotos estampadas na contracapa de "Axe Victim",onde os integrantes aparecem maquiados. Após "Drastic Plastic" de 1978, o grupo desmembrou-se,deixando uma coleção de meia dúzia de ótimos álbuns entre eles um ao vivo:"Live In The Air"(1977). Em 1979,Bill Nelson formou a Red Noise para em seguida seguir carreira solo com lançamentos importantíssimos nos anos oitenta. O Bootleg em questão,apresenta o Be - Bop Deluxe tocando no "Ford Auditorium" em Detroit/Michigan em 03 de Setembro de 1976.

Formação na época:

Bill Nelson: Vocals,Guitars
Andrew Clarke: Keyboards
Charlie Tumahai: Bass
Simon Fox: Drums

Nota: Entre os países que mais popularizaram o "Be-Bop Deluxe estão:Inglaterra,EUA,Alemanha,Bélgica,Russia e Brasil,o que muito me admira,pois,pouca gente conhece o Be-Bop Deluxe por aqui,visto que suas músicas não chegavam com frequência às rádios Brasileiras.

quarta-feira, 6 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Roxy Music-SECC Live 2001

Formato: CD Simples
Áudio: Radio Broadcast


O Roxy Music ainda é o maior representante do Art Rock britânico. Formado no início dos anos setenta,o grupo revelou um sujeito com um nome qulométrico chamado "Brian Peter George St.John Le Batiste De Salle Eno"(Brian Eno).Este cidadão transformaria a música pop ainda na década setentista, fazendo parcerias fantásticas e produzindo álbuns profundamente progressistas:"Here Comes The Warm Jets",seu primeiro solo de 1974,é inovador ao extremo. Eno ficou pouco tempo no Roxy Music,não aguentou a obumbração do lider e crooner Brian Ferry. No período de  1972 à 1975,a banda gravou discos memoráveis:Roxy Music,For You Plesure,Stranded,Country Life e Siren,respectivamente. Com a saída de Eno em 1973,o Roxy Music iniciou uma frequente troca de integrantes. Nomes famosos como:David O' List(ex The Nice),John Wetton(futuro King Crimson e Uriah Heep) e Eddie Jobson(com passagem por Jethro Tull e UK),fizeram parte da formação do Roxy Music. No entanto seu núcleo básio:Brian Ferry,Phil Manzanera,e Andy Mckay,permanece até hoje. O Roxy Music tem vários Bootlegs que eu diria ser tão bons ou melhores que "Viva Roxy Music",seu primeiro registro ao vivo oficial. Esse "SECC Live 2001" traz os caras se apresentando no "Scottish Exibition & Conference Centre,(SECC),em Glasgow na Escócia no dia 11 de Junho de 2001. Não divulgavam nenhum trabalho novo-eles não lançam nada inédito desde "Avalon"(1982). Apesar disso,continuam ativos com turnês ocasionais.

Formação do Roxy Music nesse show:

Brian Ferry: Lead Vocals,Piano
Phil Manzanera: Lead Guitar,Slide Guitar
Andy Mckay: Saxophone
Chris Spedding: Rhythm Guitar
Paul Thompson: Drums
Zev Katz: Bass
Colin Good: Keyboards

Backing Vocals:
Lucy Wilkins,Julia Thornton & Sarah Brown

Nota: O Roxy Music tambem ficou notabilizado pelas belas modelos estampadas nas capas de seus discos, por exemplo: o álbum "Siren"(75),traz uma bela foto da ex senhora Jagger "Jerry Hall". Até a modelo Brasileira Thareta de Oliveira,embelezou a capa do EP ao vivo "Roxy Music The Righ Road"(1983).

terça-feira, 5 de março de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Focus - Live In Japan,At Koseinenkin Kaikan 1974

Formato:CD Simples
Áudio:Audience
Duração:1:016:48


Os holandeses do Focus vinham de uma tríade discográfica bastante interessante com os álbuns "Focus II"(ou Moving Waves),"Focus III",e o ao vivo" At The Rainbow". Em 1974,eles gravaram seu último grande registro,o Long Play "Hamburger Concerto",uma suite dividida em seis partes ocupando todo o lado B do disco,"La cathetrale de Strasbourg" e "Harem Scarem",também são destaques. No início das gravações,o baterista Pierre Van der linden,abandonou a banda sendo substituído pelo Inglês Colin Allen(ex John Mayall e Stone The crows) que gravou toda a obra e saiu em turnê com o grupo. Lançado em Maio de 1974,"Hamburger Concerto" logo de cara rendeu uma excursão esplendorosa pelo Japão,sempre com locais lotados pelos fãs desse quarteto que foi um dos maiores representantes do Progressive Rock. A apresentação registrada nesse Bootleg,aconteceu no Koseinenkin Kaikan Hall em Tokyo, no dia 16 de Junho de 1974. Foi uma das primeiras exibições do Focus naquela ano no Japão.

Formação:

Thijs Van Leer:Organ,Flute
Ian Akkerman:Guitar
Bert Ruiter:Bass
Colin Allen:Drums

segunda-feira, 4 de março de 2013

SOMTRES:Capa(Março/2013)


SINGLES COLLECTORS:Bad Moon Rising

Título:Bad Moon Rising
Artista: Creedence Clearwater Revival
Compositor: John Fogerty
Produtor: John Fogerty
Lançamento: 15 de Abril de 1969
Selo:Fantasy/Liberty
Consta no Álbum: Green River(03 de Agosto de 1969:Fantasy/Liberty)


Roubando algumas ideias de Scotty More,guitarrista da banda original de Elvis Presley,John Fogerty criou os riffs de "Bad Moon Rising". A música foi gravada num só take. John Fogerty declarou na época que a composição versaja sobre coisas assustadoras como:violência urbana,e a guerra do vietnã decorrente naqueles anos. Segundo o guitarrista,uma lua ruim estava surgindo,e ele profetizou tudo em "Bad Moon Rising". O single ficou por 14 semanas ocupando a 2ª posição da Billboard.

SINGLES COLLECTORS:Suite Judy Blue Eyes

Judy Collins,a musa

Título:Suite Judy Blue Eyes


Artista:Crosby,Stills & Nash

Compositor:Stephen Stills




Produtores:Crosby,Stills & Nash
Lançamento:Setembro de 1969
Selo:Atlantic Records
Consta no álbum:Crosby,Stills & Nash(Maio de 1969/Atlantic Records)

Stephen Stills escreveu esta memorável canção para sua namorada na época,a cantora Judy collins(foto). Demonstrando uma bela feitura em harmonia vocal a base de violões de seis e doze cordas,"Suite Judy Blue Eyes",abre com todas as honras o disco de estréia do trio, que mais tarde encorporaria o canadense Neil Young. Stills,tocou praticamente todos os instrumentos. Graham Nash comentou tempos depois:" A mistura vocal em três partes,era simplesmente fantástica". O disco ficou por 12 semanas no 21º lugar da Billboard.

sexta-feira, 1 de março de 2013

TESOURO ENCONTRADO: Rollin' & Tumblin'-Motor City Rockers

Questionei um amigo a respeito de uma banda que surgiu  nos anos noventa,e que lembra bastante: The Rolling Stones,AC/DC,Faces,e Aerosmith.Meu amigo arregalou os olhos e respondeu: por um acaso você está falando do The Black Crowes?na bucha eu respondi: não! apesar desse grupo ser comtemporâneo dos crowes. A banda à qual me refiro tem o sugestivo nome de Motor city Rockers,e já se percebe que os caras são de Detroit. O quinteto foi formado em 1991 contando com:Jimmi Marinos(Vocals),Robert Gillespie(Guitars,Piano),Greg Miller(Guitars),Paul Petrucci(Bass),e Steve LaCross(Drums). O Motor City Rockers lançou no início de 1993 pela Black Cat Records,o CD Rollin' & Tumblin',seu primeiro e até o momento único disco. A começar pela capa,aqui tudo respira Rock And Roll. O título já entrega(Rollin' & Tumblin' é um clássico do blues atribuido à Muddy Waters). O álbum abre com "When The Cat's Away": uma porrada que lembra AC/DC logo nos primeiros acordes,na sequência a Stoneana "Rotten Candy",daí pra frente eu afirmo que você vai ficar totalmente dominado pelo som dos rapazes,e sem conseguir tirar o CD do player. Entre outras surpresas,eles gravaram versões para "Boom Boom" do mestre do boogie John Lee Hooker,e "Rockin' The Joint" do desconhecido rockeiro Norte Americano, Esquerita. A vóz de Jimmi Marinos,chega a lembrar Keith Richards em seus melhores momentos como cantor. Ao lançar este formidável trabalho,o Motor City Rockers,sumiu. Na verdade não temos quaisquer informações sobre a desmembração do grupo. No entanto se esses bagaceiros da cidade dos motores resolveram realmente encarrar a carreira,não tem problema,Rollin' & Tumblin' já é um clássico,um verdadeirto tesouro encontrado.

Nota: Rollin' & Tumblin',foi lançadp em 1993 nos Estados Unidos pela Black Cat Records e na França pela Revange. No resto do planeta ele é inédito.

AFF