sábado, 29 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Black Sabbath - 13 Tour 2013

Formato:CD Duplo
Áudio:Audience Stereo Rematered Recording

O novo disco do Black Sabbath simplesmente chamado de "13",está sensacional. Isso porque o som da banda não sofre mutação,e nem deve mudar,que continue assim eternamente.Nesta nova reunião com os membros originais,Bill Ward não topou fazer parte,a manos que lhe dessem para assinar, um contrato individual em que ele ganharia mais que Iommi,Butler e Ozzy. O baterista do "Rage Against Machine" Brad Wilk, foi quem  participou das gravações do CD,porém tivera que retornar à sua banda de origem deixando o cargo vago novamente. Para a turnê de promoção que começou pela Europa,Tony Iommi pediu emprestado outra vez o baterista Tommy Clufetos(ex Alice Cooper,Ted Nuggent,Rob Zombie) pertencente a banda do amigo Ozzy Osbourne,e desta feita saíram em excursão onde continuam na estrada espantando as bruxas. "13 on tour" é um excelente bootleg mostrando o velho Sabbath ainda em plena forma tocando no Entertainment Centre em Brisbane/Austrália,no dia 25 de Abril deste ano.

Formação:

Tony Iommi:Guitar
Geezer Butler:Bass
Ozzy Osbourne:Vocals,Harmonica
Tommy Clufetos:Drums

CLASSIC BOOTLEG: Emerson Lake & Powell - Welcome Back To Powell's Show 1986

Em 1985 o tecladista Keith Emerson junto ao baixista,guitarrista e vocalista Greg Lake,tencionavam retornar com o Emerson,Lake & Palmer. Entretanto um empecilho não permitiu o acontecimento.O baterista Carl Palmer estava bastante ocupado com o Asia(super grupo que ele montou ao lado de Steve Howe,John wetton e Geoff Downes). Emerson e Lake começaram uma verdadeira peregrinação na procura de um músico ao nível de Palmer, e de preferência com o sobrenome iniciando com a letra (P). A escolha não poderia ser outra,e Cozy Powell(1947-1998) foi o convocado. Acostumado a segurar o groove de bandas pesadas(Badland,Blue Murder,Black Sabbath,Rainbow),Powell quando era preciso conseguia ser bastante técnico comparado aos seus grandes ídolos do jazz,e isso bastou para credencia-lo a fazer parte da reencarnação do ELP. Keith Emerson chegou a declarar tempos depois,que a letra (P) de Powell,não foi o fato mais importante na escolha do cara para às baquetas,mas sim o seu talento.Com Cozy Powell o ELP gravou somente um homônimo álbum lançado em 1986 apresentando canções de curta duração,bastante incomum em se tratando do trio mais famoso do rock progressivo. A faixa mais longa do disco é "The Score" com pouco mais de 9 minutos. Para Keith Emerson e Greg lake,foi uma tentativa válida o que acabaria culminando com o retorno da trinca original(Emerson,Lake & Palmer)alguns anos mais tarde. Para o saudoso Cozy Powell,foi uma experiência benéfica que requintaria seu currículo. Este bootleg registra um show do ELP(com Powell)realizado no Mann Music Center na Philadelphia em 04 de Outubro de 1986. Entre músicas do disco em divulgação,eles também tocaram clássicos como "Lucky Man","FromThe Beginning","Tarkus","Pictures At An Exhibition","Still..You Turn Me On" e "Karn Evil 9".

Formação do ELP na época:

Keith Emerson:Grand Piano,Moog Synthesizer,Keyboards
Greg Lake:Bass,.Electric & Acoustic Guitars,Vocals
Cozy Powell:Drums,Electric Drums,Percussion

quarta-feira, 26 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Rival Sons - Germany 2013

FORMATO:CD Simples
ÁUDIO: TV Broadcast Recording

Há muito que o rock and roll americano vem mandando no mercado do gênero.Enquanto atualmente os Ingleses se preocupam em fabricar bandinhas e cantores(as)pop com raras exceções,os estadunidenses costumam promover dezenas de excelentes bandas voltadas para o som que se fazia nos anos setenta. O Rival Sons(filhos rivais) é uma dessas belas produções. Zepelianos até o último fio de cabelo da cabeça,estes garotos já lançaram três álbuns oficiais cada qual melhor que o outro. Aqui neste bootleg,eles estão se apresentando no afamado programa da  TV alemã "Rockpalast". Na realidade a apresentação aconteceu no Crossroads Festival na cidade de Bonn no dia 22 de Março de 2013.

Formação do Rival Sons:

Jay Buchanan: Vocals
Scott Holliday: Guitar
Robin Everhart: Bass
Michael Miley: Drums

CLASSIC BOOTLEGS: Gin Blossoms - Metro Club 1993

Formato:CD Simples
Áudio:FM Broadcast Recording


Uma das maiores revelações do rock norte americano nos anos noventa,o Gin Blossoms aparece neste bootleg tocando em Chicago no Metro Club,no dia 22 de Abril de 1993.Uma época demasiadamente proveitosa para a banda qua havia lançado no ano anterior o excelente álbum "New Miserable Experience".O show foi transmitido pela WXRT FM,portanto nem preciso falar da qualidade de áudio da gravação.

Formação do Gin Blossoms na época:

Robin Wilson:Lead Vocals,Tambourine
Phillip Rhodes:Drums
Scott Johnson:Guitar
Jesse Valenzuela:Lead Guitar,Backing Vocals
Bill Leen:Bass

domingo, 23 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: The Cybernauts - Live

Formato:CD Simples
Áudio:Stereo Soundboard Rocording


Para início de conversa,não se trata de um bootleg. Este CD foi lançado de maneira oficiosa somente no Japão em tiragem limitadíssima. O disco tem duas versões diferentes:simples gravado ao vivo,e uma outra trazendo um segundo CD como bonus,registrando a banda no estúdio tocando covers de Jimi Hendrix,Craig Fuller(Pure Preirie League),como também versões para canções de David Bowie. E quem são os "Cybernauts"?. Tratava-se de um quinteto formado por ex integrantes do "The Spiders From Mars"(banda que acompanhou o cantor David Bowie,durante seu período glam rock),dois músicos do Def Leppard,além de um tecladista convidado. O objetivo dos caras foi sair em excursão pela Europa prestando tributo ao camaleão do rock e ao seu guitarrista e fiel escudeiro Mick Ronson 1946-1993(músico original dos Spiders From Mars). O show aqui apresentado foi realizado em Dublin(Irlanda do Norte)no Olympia Theatre em 7 de Agosto de 1997.

Formação do The Cybernauts:

Trevor Bolder(1950-2013): bass,vocals
Woody Woodmansey: drums
Joe Elliott: lead vocals,acoustic guitar
Phil Collen: electric guitar
Dick Decent: keyboards,harmonica,vocals

Set List:

Watch That Man
Hang On To Yourself
Changes
The Superman
Five Years
Cracked Actor
Moonage daydream
Angel #9
Jean Genie
Life Of Mars?
The Man Who Sold The World
Starman
The Width Of A Circle
Ziggy Stardust
White Light,White Heat(Lou Reed)
Rock And Roll Suicide
Suffragette City
All The Young Dudes

domingo, 16 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Songs From The Coliseum - Jethro Tull

 
John Evan,Martin Berre,David Palmer,John Glascock,Ian Anderson e Barriemore Barlow

Formato:CD Duplo
Áudio:Audience  Stereo Remastered Recording


Mais um excelente bootleg do Jethro Tull registrado durante a turnê norte americana do álbum "Songs From The Wood". O show gravado na íntegra,aconteceu no Seattle Center Coliseum em Seattle no dia 03 de Março de 1977. Na época,Ian Anderson havia convidado para fazer parte do line up do grupo,o maestro David Palmer que já havia trabalhado para o Tull na elaboração de arranjos orquestrais. Foi nessa fase que a banda atuou como um sexteto(foto acima). Mesmo que a gravação deste disco tenha sido realizada direto da plateia,a qualidade ficou ótima considerando a remasterização em estéreo. É sempre um enorme prazer ouvir o Jethro Tull atuando nos palcos.

Formação do Jethro Tull na época:

Ian Anderson:Lead Vocals,Flute,Acoustic Guitar
Martin Berre:Electric Guitar
John Glascock:Bass
John Evan:Piano,Organ
David Palmer:Synthesizers
Barriemore Barlow:Drums

sábado, 15 de junho de 2013

ONTEM & HOJE: Deep Purple

Deep Purple 2013:Don Airey,Ian Paice,Ian Gillan,Roger Glover,Steve Morse
Deep Purple 1972:Ritchie Blackmore,Roger Glover,.Ian Paice,Ian Gillan,Jon Lord

SOMTRES:Capa Junho/2013


LENDAS DO ROCK: Jefferson Airplane/Jefferson Starship

A cantora Grace Slick
Jefferson Airplane 1969
Jefferson Starship 1975/1976
Na ensolarada Califórnia de 1965 a cultura Beatnick e o zen-budismo davam lugar à uma turma de freaks doidões acostumados a frequentar a rua Haight. Eram os Hippies descobrindo as maravilhas do corpo e viajando em ácido lisérgico. Esses malucos não meditavam diante de uma pedra por horas intermináveis,eles queriam mesmo era dançar,cantar,curtir ao extremo. Para tanta energia,era preciso uma nova música,um novo som. Literatura,poesia,ioga,ocultismo,folclore indígena,música folk,I ching,liberdade,surgia então o psicodelismo. O grande barato era se chapar de ácido e participar dos concertos de rock ao ar livre. Verdadeiras orgias de imagem e som,estes concertos foram o ponto alto do movimento psicodélico ou west coast sound,criando vários líderes entres eles o grupo Jefferson Airplane. O cantor Marty Balin formado em teatro e artes plásticas,ouvia Bob Dylan sem parar e ficou interessado em se tornar um cantor folk,aprendendo a tocar violão e harmônica. Balin logo se tornou sócio de um pequeno clube chamado Matrix e começou a organizar uma banda para se apresentar no seu novo empreendimento. O primeiro a ser chamado foi o amigo guitarrista Paul Kantner que trouxe Jorma Kaukonen(Guitarra)ex colega da faculdade de sociologia(foi Jorma quem batizou a banda de Jefferson Airplane). Em seguida vieram Jack Cassady(Baixo),Skip Spencer(Bateria) e cantora mediana Signe Anderson. A inauguração do Matrix em agosto de 1965 anunciava:"The Sensational Jefferson Airplane". O palco para as apresentações do grupo foi especialmente construído para que a audiência pudesse curtir o som juntamente com a loucura visual de luzes e slides projetados. A popularidade do Jefferson Aairplane se expandia chegando até o conhecimento do ativista cultural Bill Graham(dono dos Fillmore West e Fillmore East)que os contratou para dividir shows com Grateful Dead,Charlatans,Quicksilver Messenger Service,Big Brother & The Holding Company e Country Joe & The Fish. Em 1966 o Jefferson Airplane assinou contrato com a RCA,e logo ganham às paradas com o single "It's No Secret"pertencente ao LP de estreia chamado "Takes Off". Em 1967 sai "Surrealistic Pillow"(um dos dez discos mais importantes da década de sessenta) trazendo os hits "Somebody To Love","White Rabbit" e as presenças da cantora Grace Slick e do baterista Spencer Dryden. A vocalista Grace Slick é um capítulo a parte. Ex modelo,a garota era geniosa,sarcástica,não levava desaforo.Certa vez durante uma apresentação,um engraçadinho gritou da plateia: "Grace mostra o teu cinto de castidade". Ela levantou a saia e mostrou que não usava nenhum cinto de castidade e muito menos calcinha. Ainda em 1967 é lançado "After Bathing At Baxter's" o terceiro álbum deles que misturavam as ideias políticas de Paul Kantner com as canções de amor escritas por Marty Balin. Muitos críticos não gostaram justamente pelo engajamento político abraçado por Kantner. Passado o período de glória inicial,começam as desavenças. Primeiro as brigas com a RCA que concordava com a capa do disco "After Bathing At Baxter's" mostrando o desenho de um avião transportando símbolos da América consumista,além disso,os diretores da gravadora pressionaram bastante para que as vendas do LP
superassem "Surrealistic Pillow" o que não aconteceu. Mas o trabalho não foi perdido por completo,"Rejoyce" composição de Grace Slick, e as tendências Jazzisticas de Jack,Jorma e Dryden,davam um sabor apreciável ao lançamento. "Crown Of Creation"(68)",Bless It's Pointed Little Head(69 ao vivo) e "Volunteers"(69),foram os álbuns seguintes com destaque para o último e mais politizado deles. Depois disso eles participam do festival de woodstock terminando o ano com um projeto para a fundação do selo "Grunt" lançado oficialmente em 1970. "Bark" é o álbum de estreia pelo novo selo,e nele não estava mais o baterista Spencer Dryden substituído momentaneamente por Joey Covington. Carlos Santana,Michael Shriev e Papa John Creach também participaram das gravações. O lançamento seguinte é "Long John Silver" com arte gráfica imitando uma caixa de charutos e a efetivação do baterista John Barbata. O ciclo se fecha com um registro ao vivo no Winterland denominado "Thirty Second Over Interland"(1973). Marty Balin se desliga dos Airplane para gravar um disco de Rhythm Blues,Jack Cassady e Jorma Kaukone formam o duo Hot Tuna,Slick e Kantner partem para projetos juntos e lançam o disco "Blows Against The Empire". A partir de então o aeroplano solicita pouso forçado. Construído como um pedaço do Jefferson Airplane embora mais rock,o núcleo Kantner,Balin e Slick,mantiveram os últimos convidados do antigo avião: Papa John Creach,David Freiberg,e John Barbata na formação de um novo combo chamado agora de Jefferson Starship. À este novo projeto juntaram-se  o baixista Pete Sears e o garoto Craig Chaquico,um excelente guitarrista vindo de Sacramento,e na ocasião com apenas 19 anos. O Starship sem dúvida era um outro grupo com músicos diferentes. Apesar de Grace Slick ter envelhecido e engordado,o sucesso das turnês do Jefferson Starship são atribuídos à beleza da cantora que continuava charmosa e intempestiva com antes. O tempo e três intervenções cirúrgicas na garganta,não deixaram que sua voz fosse a mesma,e dessa forma ela continuava encantando o público."Dragon Fly" o primeiro LP lançado em Setembro de 1974 é formidável "Ride The Tiger" é o grande sucesso,mas "Red Octopus" de 1975 sim,é um lançamento perfeito,Chaquico se mostra exuberante com solos fenomenais."Fast Buck Freddie" e a belíssima balada "Miracle"deixa claro que "Red Octopus" estava predestinado à álbum clássico dos anos setenta. "Spitfire" de 1976 não chega a ser fraco,mas não supera o anterior. "Cruisin'","Hot Water" e "Big City" são os destaques. Os discos seguintes lançados até 1979: "Freedom" e "Earth At Point Zero" (este com Mickey Thomas no lugar de Grace Slick e Aynsley Dunbar substituindo John Barbata),não foram bem recebidos por crítica e público. Contudo são registros consistentes merecedores de credibilidade isso porque a banda entraria a década de oitenta praticando um som bem mais comercial,mesmo com o retorno de Grace Slick que não havia se dado bem com seu álbum solo chamado "Dreams"(1980). Desmotivados,Kantner e Freiberg,partem por outros caminhos,Grace Slick chama Mickey Thomas novamente e juntos com Pete Sears e Craig Chaquico reduzem o nome para "Starship", comprovando que o tempo já havia passado tanto para o aeroplano quanto para a nave estrelar. No entanto a lembrança de ambos continua presente.

Discografia Básica:

Jefferson Airplane:

Surrealistic Pillow(1967/RCA)
After Bathing At Baxter's(1967/RCA)
Crown Of Creation(1968/RCA)
Volunteers(1969/RCA)
Long John Silver(Grunt/1972)

Jefferson Starship:

Dragon Fly(1974/Grunt)
Red Octopus(1975/Grunt)
Spitfire(1976/Grunt)
Earth(1978/Grunt)
Freedom At Point Zero(1979/Grunt)


ESTÚDIOS LENDÁRIOS: Olympic Sound Studios

Olympic Sound Studios:Fachada
As potentes mesas Hellion(Olympic Soundboards)
Blind Faith gravando no Olympic


Olympic Sound Studios
Inauguração:1965
Proprietário:Keith Grant
Desativado: 2009

O lendário Olynpic Sound Studios,ficava em Barnes na Church Road 117 à sudoeste de Londres. Anteriormente no antigo prédio funcionava um teatro erguido em 1906,depois disso passou a funcionar como um cinema e posteriormente foi adquirido pela Guild TV que o transformou num galpão de filmagens. Em 1965 o casarão foi adquirido pelo engenheiro de som Keith Grant que o entregou ao irmão arquiteto Robertson Grant,transformando o local em estúdio sonoro.Tudo foi planejado pelos Grant,desde a acústica até as potentes mesas de som,construidas especialmente para o Olympic,chamadas de Olympic Soundboards mais tarde conhecidas como  mesas Hellion. O Olympic Sound Studios,foi considerado por cinco vezes consecutivas pela revista Week Magazine,como o melhor do mundo,superando até o Electric Ladyland em Nova Iorque.  No ano de 2009 as portas do Olympic foram fechadas depois que a gravadora EMI administradora do estúdio,incorporou-se ao grupo Virgin. Quanto ao prédio,passou a funcionar como um centro cultural incluindo novamente uma sala de cinema.




Alguns Nomes famosos que gravaram no Olympic:

Alexis Corner
Graham Bond Organisation
The Yardbirds
Jimi Hendrix Experience
The Rolling Stones
Blind Faith
The Troggs
Led Zeppelin
Queen
The Beatles
David Bowie
Traffic
Small Faces
Faces
Rod Stewart
Moody Blues
Hawkiwind
Family
Deep Purple
Procol Harum
U2
Oasis

Glyn Johns e Jimmi Miller,foram os produtores mais requisitados para pilotar as mesas de som do Olympic.



CLASSIC BOOTLEGS: Uriah Heep - Tel Aviv 2013

Uriah Heep em 2012 ainda com o baixista Trevor Bolder
.

Formato:CD Duplo
Áudio: FM Broadcast Recording

O Uriah Heep foi um dos primeiros grupos a visitar países sem nenhuma tradição com shows internacionais de rock and roll. No início deste ano a banda andou visitando o oriente médio se apresentando emTeleviv/Israel. Ao iniciar a turnê notou-se a ausência do baixista Trevor Bolder,substituído temporariamente por John Jowitt(ex IQ,atual ARENA). No início deste ano,Bolder havia se afastado de suas atividades profissionais para tratamento de um câncer no pâncreas,o que acabou vitimando o músico que veio a falecer recentemente(21/05/2013) com o agravamento da doença. Este concerto aconteceu no Arts Center de Telaviv/Israel,no dia 28 de Janeiro de 2013. A cobertura de uma emissora FM,gerou a gravação deste bootleg.

Formação do Uriah Heep neste show:

Mick Box: Guitar,Vocals
Phil Lanzon: Keyboards,Vocals
Bernie Shaw: Lead Vocals
John Jowitt: Bass
Russell Gilbrook: Drums

sexta-feira, 14 de junho de 2013

ARTE DA CAPA: 461 Ocean Boulevard - Eric Clapton

Álbum: 461 Ocean Boulevard
Artista: Eric Clapton
Lançamento: Julho de 1974
Fotografia: David Gahr
Arte Final: Bob Defrin

A luxuosa mansão que ostenta a capa do disco "461 Ocean Boulevard" do guitarrista Eric Clapton,fica em Miami no bairro "Golden Beach" de frente para a praia. A casa foi alugada por Robert Stigwood na época empresário e responsável pelas finanças do músico britânico.O endereço da mansão é o mesmo que deu título ao álbum. Nesta casa,Clapton compôs e ensaiou por semanas seguidas ao lado dos músicos Carl Radle,Dick Simms e Jamie Oldaker. Os ensaios costumavam durar o dia inteiro e durante à noite a turma se mandava para o Criteria estúdio ao lado do produtor Tom Down,registrando tudo para a conclusão do LP. Pouco antes dessa missão,Eric Clapton havia estado em total reclusão na fazenda de um amigo no interior da Inglaterra tentando se livrar da heroína e do álcool. Por esse motivo Stigwood obstou qualquer tipo de drogas ou bebidas no interior da residência. Na total insistência do baixista Carl Radle que chegou numa manhã com o disco "Burnin'" dos Waillers,Clapton acabou gravando neste álbum,uma versão soul para "I Shot The Sheriff" que alcançou de imediato às primeiras colocações nas paradas,além de tornar Bob Marley conhecido no mundo. É uma capa que eu gosto bastante,e vou lhes contar um segredo.Os balancins e o tipo de telhado na foto da contra capa,me inspiraram em fazer igual.


terça-feira, 11 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: QUEEN - At Budokan 1981

Formato:CD Duplo
Áudio:Audience Remastered Stereo

O Queen entrou o ano de 1981 com uma bela excursão pelo Japão com duas noites sold out no lendário Budokan Theatre. O set list da turnê era composto dos maiores clássicos da banda,no entanto o disco divulgado era a trilha sonora do filme "Flash Gordon". Foram shows memoráveis com o quarteto exuberando uma performance inigualável. Este bootleg de excelente qualidade,foi gravado no dia 16 de Fevereiro de 1981 como já dissemos,no Budokan Theatre em Tokyo,Japão.

Formação do Queen:

Freddie Mercury: Lead Vocals,Piano
Brian May: Guitars
John Deacon: Bass
Roger Taylor: Drums,Percussion,Vocals

CLASSIC BOOTLEGS: Elvis costello & The Attractions - KSAN ROCKS

Formato:CD Simples
Áudio:FM Broadcast Recording


Com uma cara de nerd e usando um óculos a lá Buddy Holly,"Patrick MacManus" mais conhecido como Elvis Costello,foi um dos mais importantes músicos egressos do movimento punk praticado na Grã Bretanha no final dos anos setenta. Em 1976 o cantor e guitarrista assinou com a gravadora Stiff Records,formando de imediato seu grupo de apoio chamado "The Attractions",estreando com dois singles de sucessos(Mystery Dance e Less Then Zero) nas paradas da Europa. Apesar de Elvis e seus companheiros não tocarem o verdadeiro punk rock-eles representavam melhor a New Wave e o Power Pop- o talento dos rapazes foi bem recebido por público e crítica que reconhecerem o prestígio do grupo,principalmente a maneira de compor,tocar e cantar de Costello. Com o passar dos anos e já sem os Attractions,Elvis Costello passaria a experimentar outras correntes ligadas ao rock and roll:Country Rock,Rockabilly,Soul,Jazz,Blues e até Big Band. Costello também fez parceria com Paul McCartney. Vivendo em nova iorque,o músico não tem gravado nada inédito desde 2010 quando lançou " National Ranson". Sua mais recente atividade é de apresentador de talk show entrevistando nomes ilustres como "Lou Reed","Sting",Bruce Springsteen,James Taylor,U2,Etc. No final do programa,sempre rola uma jam entre o anfitrião e seus convidados. O bootleg "KSAN ROCKS" traz Elvis Costello com os seus Attractions se apresentando no Winterland Theatre em San Francisco na California, no dia 07 de Junho de 1978. Eles tinham acabado de lançar "This Years Model",o segundo álbum na carreira da banda.O show foi transmitido pela rádio KSAN FM de onde foi gerado este CD.

Formação do Elvis Costello & The Attractions na época:

Elvis Costello: Vocals,Guitars
Steve Nieve:Keyboards,Vocals
Bruce Thomas:Bass,Vocals
Pete Thomas:Drums

Nota: O nome Elvis Costello foi uma homenagem de MacManus à dois de seus maiores ídolos:Elvis Presley e o comediante americano Lou Costello(da dupla Abbott & Costello)



domingo, 9 de junho de 2013

ESTÚDIOS LENDÁRIOS: Capricorn Records

Prédio da Capricorn Records(Macon,Georgia-US) nos anos setenta. Dos estúdios dentro desse prédio saíram verdadeiras pérolas vinílicas de artistas como The Allman Brothers Band,Wet Willie,Elvin Bishop e The Marshall Tucker Band,dentre tantas.

Fundado em 1969
Proprietários: Phil Walden,Alan Walden e Frank Fenter

Já trabalhou com a Atlantic,Warner Bros,Polygram e Phonodisc. Atualmente a gravadora é representada pela Red Distribuition.
Existem filiais da Capricorn Records em Nashville e Atlanta.

TOP TEN: 10 SELOS MEMORÁVEIS

A partir de 1972 até 2005 aproximadamente, fui um obstinado colecionador de discos de vinil(rock and roll),e como tal,além da obra registrada nos sulcos dos saudosos bolachões,também me interessava bastante pela arte das capas(fotos,desenhos,logomarcas,etc),e é claro,os afamados selos que representavam as gravadoras. Muitas vezes avaliava um LP pelo selo,isso acabava me facilitando a compra ou a transação com outro disco. Funcionava mais ou menos dessa forma:Se o artista ou a banda fossem desconhecidos mas gravava pela "Harvest" ou pela "Manticore" por exemplo,não havia dúvida na aquisição do produto. Vários foram os selos que identificavam bandas e artistas com qualidades,é extremamente difícil lembrar de todos.Entretanto,10 deles são inolvidáveis.

*Harvest(Pink Floyd,The Move)
*Vertigo(Status Quo,Thin Lizzy)
*Charisma Label(Genesis)
*Chrysalis(Jethro Tull,Gentle Giant)
*Island(Free,Roxy Music,Traffic)
*Virgin(Mike Oldfield)
*Manticore(E.L.P/P.F.M)
*Electra(The Doors)
*Bronze(Uriah Heep)
*Capricorn(The Allman Brothers Band)

sábado, 8 de junho de 2013

CLASSIC BOOTLEGS: Electric Light Orchestra - In Concert 1976

Formato:CD Simples

Áudio:FM Broadcast(Vinil Zipado)

Antes do final do ano de 1971,o núcleo fundador do grupo The Move formado por Roy Wood,Jeff Lynne e Bev Beven chegou até os dirigentes da gravadora Harvest e desabafou:"Não queremos ser mais uma banda psicodélica,agora somos uma orquestra". A Electric Light Orchestra!. A partir de então,estava formada com a inclusão de um violinista e dois violoncelistas, um dos maiores e mais duradouros grupos do art rock. A Electric Light Orchestra mais conhecida como E.L.O,foi inicialmente criada com o objetivo de continuar mantendo dentro do rock and roll, o trabalho orquestral criado pelos Beatles(de quem Jeff Lynne sempre foi fã)principalmente em canções como "Strawberry Fields Forever" e "I'm The Walrus". A parceria na banda entre músicos de rock e legítimos instrumentistas eruditos,chamava a atenção, isso porque alguns deles foram integrantes da orquestra sinfônica de Londres.  Mesmo com toda essa pompa, a E.L.O acabaria chegando às paradas e isso aconteceu logo no primeiro disco que trazia o hit "10538 Overtura". Uma versão de "Roll Over Beethoven" de Chuck Berry contida no segundo álbum(E.L.O 2),também liderou o rank por algumas semanas em 1972. Lançamentos como "Eldorado"(74),"Face The Music"(75)."A New World Record"(76),"Out Of The Blue"(77) e "Discovery"(79),mantiveram o grupo  sempre entre os dez mais,tanto na Europa como nos Estados Unidos. Em 1980 com a composição da trilha sonora para o filme "Xanadu",eles resolveram deixar as canções mais alcançáveis,um tanto mainstream,mas ainda bastante abalizadas. Este Bootleg registra a E.L.O
em turnê pelo reino unido divulgando seu sexto LP "Face The Music". A apresentação aconteceu no "GuildHall" em Portsmouth no dia 22 de Junho de 1976. A gravação foi realizada durante uma transmissão da BBC para o programa Rock In Concert.

Formação da E.L.O na época:

Jeff Lynne: Lead Vocals,Guitars
Richard Tand: Keyboards,Vocals
Bev Bevan: Drums
Hugh McDowell: Cello
Melvyn Gale: Cello
Mik Kaminski:Violin
Kelly Groucutt: Bass,Vocals


CLASSIC BOOTLEGS: King Crimson - Amsterdam 1981

Formato: CD Simples
Áudio: Audience Recording


Em março de 1981 Robert Fripp começa a organizar um novo grupo o qual ele daria o nome de "Discipline". Bill Bruford que vinha atuando no UK,foi o primeiro a ser convocado. Durante uma viagem à Nova Iorque,Fripp conheceu o guitarrista norte americano Adrian Belew(ex Frank Zappa,David Bowie,Laurie Anderson,Talking Heads)e de cara mostrou interesse para que o músico viesse a fazer parte de sue novo projeto. Faltando somente um baixista,este ficou sendo um cara grandalhão,careca e bigodudo fissurado em stick bss chamado Tony Levin que havia tocado na Plastic Ono Band ao lado de John Lennon e Yoko Ono. Quarteto formado mas a denominação ainda não estava decidida. Foi então que Adrian Belew aconselhou Robert Fripp a manter o antigo nome em troca do pretendido "Discipline" que acabou batizando o primeiro álbum desta nova temporada,lançado em Setembro de 1981. Pela primeira vez o King Crimson contava com dois guitarristas em sua formação,e este novo line up ainda gravaria mais dois discos:"Beat"(Junho de 1982) e "Three Of  A Perfect Pail"(Março de 1984). Alguns críticos não gostaram da contratação de Adrian Belew para fazer parte do King Crimson(ele está por lá até hoje)todavia,o músico tem um feitio bem peculiar,voltado para algo mais pop sem nunca ter comprometido o estilo Krimsoniano mesmo nos dias de hoje com a banda ainda atuante. "Amsterdam 1981" traz o Rei Escarlate atuando na pré-turnê do àlbum "Discipline" com uma bela apresentação no "Paradizo Theatre" em Amsterdam na Holanda. O show aconteceu no dia 15 de Maio de 1981.

Formação na época:

Robert Fripp: Guitars,Keyboards
Adrian Belew: Guitars,Vocals
Tony Levin: Stick Bass
And Bill Bruford: Drums,Percussion,Electric Drums