domingo, 30 de agosto de 2015

CLASSIC BOOTLEGS: - Eddie & The Hot Rods - Capitol Theatre '77


CD simples
Áudio:FM broadcast
 Equivocadamente classificada como punk rock,este quinteto oriundo de Essex no reino unido,praticava o legítimo Pub Rock com influências que iam de The Who à Dr. Feelgood. O show aqui aconteceu no Capitol Theatre em Pssaic,New Jersey,no dia 19/11/1977. O movimento Punk Rock explodia,e o rock and roll de barzinho enfumaçado do Eddie & The Hot Rods,comia pelas beiradas..

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

TOP TEN: Os dez melhores discos de rock and roll,lançados na década de noventa.

A última década do século passado,revelou centenas de excelentes bandas de rock as quais lançaram discos excepcionais.Propositalmente nessa lista não foram incluídos os grupos de movimentos específicos como Grunge,o Heavy Metal e suas várias tendências. O mapeamento aqui foi realizado com as bandas que carregaram o rock and roll enraizado no blues,no country ou até mesmo num lado mais mainstream.São dez álbuns estrategicamente posicionados por ordem de data de seus respectivos lançamentos e que de maneira nenhuma,pode faltar na coleção de qualquer colecionador amante do gênero. O curioso é que todas às bandas são Americanas,com exceção do BIGBANG que é formada por noruegueses. Isso deixa claro que a partir da metade dos anos oitenta,os Ingleses devolveram a soberania do rock and roll aos seus verdadeiros donos.
A lista:

*The Black Crowes:
The Southern Harmony And Musical Compenion(Def America/1992)

*Gin Blossoms:
New Miserable Experience(A&M/1992)

*Little Village(A única com músicos veteranos,remanescentes dos anos 60/70/80)
Little Village(Reprise/1992)

*Cry Of Love:
Brother(Columbia/1993)

*The Posies:
Frosting On The Beater(Geffen/1993)

*Wilco:
A.M.(Reprise/1995)

*The Jayhawks:
Tomorrow The Green Gras(American/1995)

*The Four Horsemen:
Gettin' Pretty Good....At Barely Gettin' By....(Magnetic Air/1996)

*The Bottle Rockets:
24 Hours A Day(Atlantic/1997)

*BIGBANG:

Electric Psalmbook(Warner/1999)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

CLASSIC BOOTLEGS: THIN LIZZY - ENGLAND 1979 WITH GARY MOORE

Gary Moore era o cara que quebrava o galho de Phil Lynott no Thin Lizzy.Sempre que um dos guitarrista pulava fora,moore era convocado às pressas,seja pra gravar ou cumprir datas pendentes das turnês.Com a inesperada saída de Brian Robertson durante a gig do álbum Bad Reputation(Vertigo/77),mas uma vez Gary Moore segurou o rojão e ainda participou da gravações e excursão do disco de estúdio seguinte Black Rose-A Rock Legent(Vertigo/79). O show em questão aconteceu no Lockeleygrand Hall Arena,em Guildhall Presto U.K,no dia 17 de Abril de 1979.O mais bacana é que no set list consta a música "Get Out Of Here"(Black Rose),nunca gravada antes nos discos ao vivo oficiais da banda. Viva Thin Lizzy!!.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

CLASSIC BOOTLEGS: SANTANA - Zurich '83

CD Duplo:
Áudio:Soundboard Stereo.

Carlos Santana e sua banda,em turnê pela Europa divulgando o álbum Shango. A apresentação aconteceu no Hallenstation Arena em Zurique da Suíça,no dia 08 de Maio de 1983.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Oráculos do Rock: Rock Espetacular - A história do maior fenômeno musical de todos os tempos.

Revista de circulação nacional editada entre 1977 e 1979 em cinco edições,sendo que duas delas em formato especial com os Bee Gees e o Genesis,durante a primeira visita do grupo no Brasil em 1977.
às três primeiras edições traziam compactos como brindes,e se você não cobrasse tal brinde do jornaleiro,acabava passando batido.Hoje em dia esses discos estão avaliados entre R$-30,00 a R$-50,00,cada.
#1:Estampava um desenho dos Beatles na capa com os seguintes destaques:
Rock And Roll chegou pra ficar
Bill Haley
Elvis
Chuck Berry
Litlle Richards
A Era dos Beatles
John Lennon
Paul McCartney
George Harrison
Ringo Starr
Bob Dylan
Compacto de brinde: Elvis Presley
#2:Estampava uma foto dos Rolling Stones na capa com os seguintes destaques:
Dro-Out o Sonho acabou
The Who
The Rolling Stones
Cream
Festivais
Jimi Hendrix
Jeff Beck
Eric Clapton
James Brown
Traffic
Janis Joplin
Crosby,Stills,Nash & Young
Allman Brothers
Ray Charles
Jack Bruce
The Jackson Five
Compacto de brinde: The Rollin Stones
#3:Estampava uma foto do cantor Elton John na capa com os seguintes destaques:
Led Zeppelin
Jazz & Rock
Emerson,Lake & Palmer
Cat Stevens
Rod Stewart
Ao vivo
Neil Young
Moody Blues
Carpenters
Rock Progressivo
Elton John
Alice Cooper
David Bowie
Peter Frampton
Compacto de brinde: Led Zeppelin

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Conheça o Detective: O ex tecladista do YES,monta um super grupo de hard rock na cola do Led Zeppelin



O Detective foi formado em Los Angeles no ano de 1975. Antes disso por volta de 1973,depois de ter deixado o YES,o tecladista Tony Kaye estava atuando no Badger,grupo com características progressivas que se desfez depois de dois discos lançados e nenhuma badalação. Decidido a realizar um novo projeto,o músico se mandou para os Estados Unidos se aliando ao ex guitarrista do Steppenwolf,Michael Monarch. Para os vocais foi recrutado um conterrâneo de Kaye,o cantor Michael Des Barres,que vinha cantando no Silverhead. Para completar a nova banda,foram chamados Bobby Pickett para o baixo e John Hyde para a bateria.Surgia então o Detective. Jimmy Page ouviu alguns tapes dos caras e tratou logo de indica-los ao empresário Peter Grant que os contratou para o recém inaugurado selo "Swan Song" de propriedade do Led Zeppelin. Com um heavy rock zeppeliano potentíssimo,o Detective lançou num período de um ano, dois discos de estúdio e um ao vivo,sendo que no segundo LP,a banda optou por uma linha mais comercial. Em 1978 depois de algumas turnês,Tony Kaye resolveu encerrar as atividades do Detective em comum acordo com os outros integrantes.

Discografia Completa:

Detective - Swan Song/Atlantic(1976)
It Takes One To Know Me - Atlantic(1977)
Live From The Atlantic Studios - Atlantic(1977)

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Tesouro Encontrado: Witness - Spooky Tooth


"Witness" foi o último e grande álbum lançado pelo quinteto inglês Spooky Tooth. A primeira vez em que eu ouvi esses caras,foi uma versão vigorosa para "I Am The Walrus" dos Beatles,versão essa que chega a superar a original. A formação clássica da banda incluía Mike Harrison(Piano e Vocais),Greg Ridley(contrabaixo),Luther Grosvenor(Guitarra),Gary Wright(Keyboards e Vocais),e Mike Kellie(Bateria). Os três primeiros discos são repletos de psicodelismo,já  "The Lost Puft" de 1970,"You Broke My Heart So I Busted Your Jaw"  e "Witness",ambos de 1973,traziam um Spooky Tooth pegando pesado no hard blues rock. Álbuns que não contavam mais com Greg Ridley(zarpado para o humble pie),como também Luther Grosvenor e Mike Killie que se mandaram para o Mott The Hoople."Witness" foi o verdadeiro canto do cisne do Spooky Toooth,que apesar de nunca ter encerrado oficialmente a carreira,terminou sua missão de forma melancólica com o fraquíssimo "The Mirror" de 1974.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Brasilian Nuggets:"Por Favor Sucesso" - Liverpool

O compacto "Hei Menina" do Liverpool Sound(1971),produzido por Nelson Motta
Álbum lançado pela Chantecler em 1969
Em edição digital,existe um lançamento pelo selo Alemão Shadoks

Com um visual que lembrava Jefferson Airplane,este quinteto Gaúcho de Porto Alegre(rock do IAPI),lançou em 1969 este excelente tesouro,ainda perdido sabe lá por onde.O LP abre com a faixa título "Por Favor Sucesso",chegando a rodar coma certa frequência nas rádios.Formado por Mimi Lessa(Guitarra Solo),Edinho Espíndola(Bateria),Fughetti Luz(Vocais),Perkos(Baixo) e Marcos(Guitarra Base).Eles foram um dos pioneiros do nosso rock psicodélico ao lado do Módulo 1.000. Já nos anos setenta com algumas alterações na formação,rebatizaram a banda de Liverpool Sound,fazendo um som a lá Santana(gravando o compacto ("HEI MENINA"). Na metade da década,renomearam outra vez o grupo que passou a se chamar "BICHO DA SEDA"."Procurei você pelo mapa da cidade,perguntei seu nome,e quilômetros depois eu te perdi"(início da letra de "Por Favor Sucesso". Brilhante como uma pepita.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Tesouro encontrado:Trapeze - "You Are The Music....We're Just The Band"

Ano de Lançamento:1972
Selo:Threshold
Gravado nos estúdios da Decca e da Island

Quando eu lembro dos power trios setentistas,o Trapeze surge entre os cinco primeiros na minha lista. Agrupado no ano de 1969 no Reino Unido,o trio foi uma sensação amalgamando blues,rock and roll e soul music. Formado por Glenn Hughes(Baixo e Vocais),Mel Galley(Guitarra) e Dave Holland(Bateria),gravaram os três primeiros discos ainda no início da década de setenta. "You Are The Music...We're Just The Band",é o terceiro deles e o álbum que veio realmente para consolidar em definitivo o som do Trapeze. Desde a primeira faixa "Keepin' Time" à última delas "You Are The Music",o álbum esbanja deslumbramento. "Coast To Coast" parece ter saído dos estúdios da Motown,"Looser" tem uma abertura formidável de guitarra,baixo,chinbal e bumbo. Ainda tem "What Is A Woman's Role","Way Back To The Bone","Feelin' So Much Better Now" e Will Our Love End". Em 1974 Glenn Hughes foi substituir Roger Glover no Deep Purple,em 79/80 Dave Holland foi para o Judas Priest. O guitarrista Mel Galley continuou com o Trapeze recrutando novos músicos,chegando a gravar bons discos como "Hold On" de 1979. Entre idas e vindas de maneira aleatória,o Trapeze que desde a saída de Glenn Hughes deixou de ser um Power Trio,encerrou suas atividades oficialmente em 1994."You Are The Music....We're Just The Band",ficou para a história.

Notas:Participaram também dessa gravação:B.J. Cole(Steel Guitar),Rod Argent(Piano),Frank Ricotti(Vibrafone),e Jimmy Hasting(Alto Saxophone)

Ás fotos da capa e contracapa foram tiradas pelo renomado fotógrafo rocker Fin Costello

Mel Galley faleceu em 1 de Julho de 2008 após ter passado por outras bandas como o Whitesnake,o Phenomena e o Keepers

Dave Holland depois do Trapeze,foi para o Judas Priest,onde ficou durante o período da melhor fase do grupo de Heavy Metal.

domingo, 26 de abril de 2015

Tesouro Encontrado:Bachman-Turner Overdrive - Not Fragile


Lançamento:Agosto de 1974
Selo:Mercury
Produtor:Randy Bachman

Depois que saiu do  The GuessWho,o guitarrista Randy Bachman pensou em formar uma banda contando com Keith Emerson que acabara de deixar o The Nice. Com um não dotecladista,Randy Bachman teve que se virar sozinho e optou por lançar um disco solo em 1970,chamado "Axe". Nada aconteceu e Bachman então formou o Brave Belt que lançou apenas dois discos(Brave Belt e Brave Belt II). O grupo era formado pelos irmãos Robbie,Tim e Randy Bachman,além de Fred Turner e o vocalista e pianista Chad Allan(também ex the guess who).Véspera de lançar o terceiro álbum,Randy Bachman e Fred Turner,tiveram a ideia de rebatizar o grupo que passou a se chamar Bachman - Turner Overdrive(B.T.O),mantendo os irmãos,mas não contando mais com Chad Allan. Desta feita lançaram BTO e BTO II(ambos em 1973). O primeiro passou batido apesar de trazer "Gimme Your Money Please" como destaque,no entanto o segundo estourou nas paradas do mundo todo com "Let It Ride" e "Takin' Care Of Buseness",mas o melhor ainda estava por vir. Em 1974,Tim Bachman cedeu seu posto para Blair Thornton e com ele lançaram o genial "Not Fragile",um trabalho repleto de canções bem construídas,principalmente o estratosférico hit "Ain't Seen Nothin Yet". Eles alcançavam o amadurecimento à cada disco lançado e "Not Fragile" provava isso com clareza:"Sladgehammer","Rock Is My Life,And This My Song","Roll On Down The Higway","Hot Fragile","Givin' It All Away" e uma justa homenagem à Duane Allman(The Allman Brothers Band),chamada "Free Weelin'". Ouça no talo,não se importe se o seu amplificador ou sei lá o que for estourar,vale à pena.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Tesouro Encontrado: Santana - Lotus


Ano de Lançamento: Maio de 1974
Selo:Columbia/CBS
Formato:Vinil Triplo
CD:Duplo

Durante muito tempo,este álbum triplo foi considerado uma relíquia para nós ocidentais.É que esta iguaria fina fazia parte de um restrita discografia pertencente apenas ao mercado fonográfico japonês.Lotus é um disco lindo,não somente na sua parte gráfica que surpreende com detalhes riquíssimos,mas também pelo seu conteúdo,trazendo o guitarrista Carlos Santana e sua banda em excursão pelo Japão divulgando o místico LP "Welcome"(novembro de 1973/CBS). Essa era uma fase em que Santana e o também guitarrista Inglês John Mclaughlin(Mahavishnu Orchestra),andavam as voltas com o hinduísmo,tanto que chegaram a gravar juntos, um disco instrumental(love Devotion Surrender),lançado em Junho de 1973,voltado para o Jazz Fusion ou como costumávamos chamar naquela ocasião:"Free Jazz".
Essa parceria influenciaria Santana de uma tal maneira,que ele recrutou alguns músicos Jazzistas,incluindo Alice Cotrane(viúva de Jonh Coltrane) e lançaram o excelente "Welcome"(Título de uma composição de John Coltrane contida no disco).Os japoneses foram os primeiros a vivenciar essa magnífica turnê da Santana Band em 1974.Foram dois shows acontecidos em Osaka,no Koseinenkin Hall nos dias 03 e 04 de Julho.Como de praxe,todo grande nome do rock and roll,tinha por obrigação deixar registrado suas performances que se transformavam em lançamentos exclusivos para aquele mercado.Lotus é mágico,o palco era repleto de flores perfumadas,muito incenso,imagens de Jesus Cristo e do guru Sri Chinmoy,quando soavam os primeiros acordes de Going Home,podia se segurar que a sonzeira ia dar início.

Ops:Esta mesma turnê passou pela América do Sul,incluindo o Brasil,com uma magnífica apresentação no Maracanãzinho,Rio de Janeiro.

A capa do álbum Welcome é toda branca,simbolizando a pureza espiritual que Santana vivia naquela época.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

TESOURO ENCONTRADO: Bad Company - Bad Company



Com integrantes remanescentes de três super grupos ingleses(Free,Mott The Hoople e King Crimson),o Bad Company foi o primeiro a ganhar um contrato com a recém inaugurada Swan Song,selo do Led Zeppelin. Bad Company,homônimo disco de estreia da banda,tornou-se sucesso de imediato,estourando os hits "Can't Get Enough","Movin On" e "Ready For Love",sendo esta gravada também anteriormente pelo Mott The Hoople. O Lp trazia outras iguarias finíssimas como "Seagul" e "Rock Steady". A intenção de Paul Rodgers(Vocais,Piano e Guitarra) e Simon Kirke(Bateria),era prosseguir com o blues pesado que eles traziam do Free,acrescidos de elementos mais rockers. O disco vendeu tanto que deu à eles embasamento para que fossem lançados posteriormente mais uma tríade de trabalhos magistrais: "Straight Shooter"(75),"Run With The Pack"(76) e "Desolation Angels" (79). Um disco que não deve faltar na coleção rockeira de nenhum ser mortal.

Bad Company
Released: 15 de Junho de 1974
Selo: Swan Song/Island
Capa:Hipgnosis
Fotografia:Jill Furmanousky
Mixagem:Ron Nevision
Participação Especial:Mel Collins(Saxofone)
Produção:Bad Company

quinta-feira, 26 de março de 2015

CLASSIC BOOTLEGS: Black Sabbath - Glenn's Fury/Providence '86


A ideia original para o primeiro trabalho solo de Tony Iommi chamado "Seventh Star",era convidar alguns vocalistas renomados para cantar em cada faixa do álbum.O primeiro a ser contactado foi Glenn Hughes. No início do mês de Julho de 1985,Iommi entrou no estúdio ao lado de Glenn Hughes(Voc),Dave Spitz(B),Geoff Nicholls(k) e Eric Singer(Ds). O guitarrista gostou tanto do resultado,que resolveu manter Glenn Hughes cantando em todas as canções.No entanto,não parecia ser um bom momento para o vocalista e baixista que cada vez mais se entregava às drogas. Além disso,durante os ensaios para a turnê de "Seventh Star"que iniciou em 21 de Março de 1986,Hughes sofreu um acidente de moto,que deixou seu joelho esquerdo com sérios problemas. Durante às apresentações,o músico sentia fortes dores,o que lhe obrigava a recorrer às drogas para aliviar o sofrimento.Como se isso tudo não bastasse,Hughes depois de encher a cara num Pub,se envolveu numa briga feia com o manager John Downing,que lhe acertou um soco violentíssimo próximo ao olho direito,provocando um intenso sangramento interno.Quando a turnê começou,Glenn Hughes ainda sangrava bastante pelo nariz contribuindo para que ele perdesse o fôlego no momento em que estava cantando. Existem outros fatos que apontam para o desleixo de Hughes,que entrava no palco completamente bêbado,drogado e visivelmente cambaleando.Depois da curta gig que promovia "Seventh Star",Tony Iommi resolveu dispensar Glemm Hughes,chamando-indicado pelo baixista Dave Pitz-um jovem de Nova York chamado Ray Gillen.Este Bootleg apesar de não oferecer uma excelente qualidade de áudio,nos mostra que toda essa história realmente é fato. Hughes não está cantando bem,principalmente às músicas do Black Sabbath das épocas de Ozzy Osbourne e Ronnie James Dio. A apresentação aconteceu na cidade de Providence em Rhod Island-US,no dia 25 de Março de 1986.

Notas:
Como a gravadora tinha um contrato exclusivo com o Black Sabbath,foi exigido que o álbum levasse o nome da banda. Em comum acordo,o nome do guitarrista aparece reduzidíssimo na capa do disco com a seguinte inscrição:"Featuring Tony Iommi".

O nome original do álbum seria "Star Of India"

Antes de Gleen Hughes,Tony Iommi tentou os vocalistas Dave Donato,Ron Keel e Jeff Fenholt.Como nenhum aprovou,Iommi teve a ideia de convidar alguns vocalista de peso:Robert Plant,Roger Daltrey,Ronnie James Dio e Glenn Hughes,que acabou cantando no álbum todo e fazendo parte dessa curta formação do Black Sabbath.

No reino unido o disco não chegou a emplacar.Nos EUA,alcançou o posto 27º das paradas.

segunda-feira, 23 de março de 2015

CLASSIC BOOTLEGS: Santana - California Jam '78


O Guitarrista na ocasião chamado de "Devadip Carlos Santana",se apresentando com a sua big band na segunda edição do lendário California Jam Festival. Junto com Santana,estavam também
dividindo os dois dias de evento,o endiabrado Ted Nugent,Heart,Foreigner,Aerosmith,Bob Welch,Rubicon,Mahogany Rush e Dave Mason. Como se conclui,os festivais na minha época não eram temáticos. Era a melhor maneira de se conhecer várias bandas e estilos diferentes. Tempos memoráveis,sem radicalismo.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Leitura Dinâmica: Into The Purple # 4(Abril de 1987)



Fanzine enviado para todo o Brasil através dos correios.Para tanto,bastava você fazer parte do fã clube "Sociedade Brasileira dos Apreciadores do Deep Purple",com sede em São Paulo.

CLASSIC BOOTLEGS:Phil Lynott's Grand Slam - Live Document


Logo depois de se desfazer do Thin Lizzy,o célebre baixista e cantor Phil Lynott(1949-1986),juntou forças com alguns músicos poucos conhecidos e montou o projeto Phil Lynott's Grand Slam.Apesar da semelhança com o Thin Lizzy,o som do Grand Slam trazia também uma leve textura pop com a utilização de baterias eletrônicas,ideia que Lynott trouxera de seus dois álbuns solos.Eles não chegaram a gravar discos oficiais de estúdio,os únicos registros são tapes ao vivo e demos.O pirata em questão registra o Grand Slam no Karrang Festival em Great Yarmouth no Reino Unido.A apresentação aconteceu no dia 10 de Outubro de 1984.

Formação:

Phil Lynott:Voz,Baixo
Mark Stanway:Teclados
Doishe Nagle:Guitarra
Laurence Archer:Guitarra Solo
Robbie Brennan:Bateria